79 3022-3355 | contato@impacto.com.br
     

Colaboradoras da Construtora Impacto contam como conseguem conciliar maternidade e trabalho

 

Embora a construção civil seja um setor ainda dominado pelos homens, as mulheres vêm conquistando cada vez mais espaço nos canteiros de obras e nos escritórios. A difícil missão de conciliar a carreira profissional e os cuidados com a casa e a família, especialmente com os filhos, não é tarefa fácil. Porém, não é empecilho na vida das colaboradoras da Construtora Impacto, que se desdobram nesta dupla jornada.

 

Vale destacar que, antigamente, quando as mulheres tinham filhos, acabam abandonando o emprego e deixando de lado o seu sonho profissional para cuidar da família e se dedicar ao lar. Hoje, felizmente as mães estão cada vez mais atuantes no mercado de trabalho, inclusive, assumindo cargos antes apenas destinados aos homens.  As colaboradoras são bons exemplos disso e elas mostram, com orgulho, que uma mãe pode sim cuidar bem da família e, simultaneamente, alcançar sucesso profissional.

 

Ao se tornar mãe muito jovem, a auxiliar administrativa da Construtora Impacto, Silvia Fonseca, disse que nunca encontrou dificuldade para educar sua filha Juliana, que hoje tem 16 anos. “Não é simples ser mãe jovem e solteira, principalmente de uma adolescente, mas dou o melhor de mim para educar minha filha e cumprir a função na empresa, onde exerço minhas atividades com muita determinação e responsabilidade. Trabalho oito horas por dia e o convívio com a Impacto e minha família é

Silvia, com a avó Luzia e a filha Juliana

sempre prazeroso”, assegura.

 

Para a mãe da pequena Laura e gerente administrativo da Impacto, Paula Lins, educar os filhos é um desafio para quem tem uma vida atribulada. “É muito difícil educar e acompanhar o crescimento de um filho quando se tem uma vida corrida, mas faço de tudo para acertar e não tenho medo de errar”, confessa. E, diante das turbulências do dia a dia, a sua rotina precisa literalmente ser cronometrada: “Deixo minha filha na escola às 7h, chego à empresa às 7h30 e saio as 17h45 para pegá-la; Ser mãe nos dias de hoje é bem diferente da época da minha mãe, quando a mulher se dedicava exclusivamente à família. Hoje, exercemos dupla jornada, porém, busco sempre me espelhar em minha mãe”, disse.

 

Mãe de Yasmim de apenas seis meses, a técnica em edificações Suely Lessa aponta a organização como fator importante na vida pessoal e profissional. “Trabalho de segunda à sexta-feira e busco sempre organizar as tarefas de casa e do trabalho de uma forma que consiga aproveitar o máximo de tempo para cada atividade. Meu dia a dia é bastante prazeroso e, quando se trabalha com amor, tudo se torna mais fácil. Conto com a ajuda de minha mãe e da minha tia, mas busco me dedicar o máximo; Tenho como exemplo a minha mãe, que é bastante responsável, honesta, trabalhadora e faz tudo pelos filhos. Família é tudo na vida, e os filhos são uma benção que vem para alegrar ainda mais o lar e nossos dias”, se emociona.

 

Paula, mãe da pequena Laura

Atender sempre com um sorriso no rosto e ser prestativa com os clientes da Construtora Impacto não é uma tarefa difícil para a recepcionista Sandra Cristina Pacheco, mãe de um adolescente de 16 anos, Mário Júnior e da jovem de 20 anos, Alanna Beatriz. Com mais de nove anos de empresa, Sandra descreve muito bem como conciliar trabalho e família. “É uma luta diária poder conciliar o trabalho e a família. Meu dia começa muito cedo e termina tarde, mas é geralmente cheio de alegrias ao lidar com o público, pois estou sempre rodeada de pessoas que me transmitem paz e amor. Adequar ao mundo dos meus filhos é difícil, afinal, estão sempre em processo de mudança e renovação, mas minhas dificuldades acabam dando certo e cada dia é um aprendizado. Antigamente, a educação dos filhos era mais rígida, mas, mesmo com a modernidade, não deixo de repassar a educação que tive de minha mãe”, destaca.

 

A história dessas mulheres fortes e guerreiras exemplificam bem a trajetória de milhões de mães trabalhadoras espalhadas pelo Brasil, nas mais diversas áreas de atuação, principalmente, na construção civil.  Para elas, ser mãe não é somente um desafio, mas uma dádiva divina, felicidade ímpar, compreensão do sentido da vida e a realização de um sonho.

 

Por Débora Matos

Sandra com os filhos Allana Beatriz e Mário

 

     

Deixe seu telefone que ligamos para você.

Entre em Contato.